sexta-feira, 31 de julho de 2009

Dia Mundial do orgasmo

Mesmo informal, este parece-me um dia mundial muito mais interessante que muitos que actualmente se comemoram.

Francisco da Costa Gomes


Há 8 anos, em 2001, morria o que foi o 15º Presidente da República, por nomeação da Junta de Salvação Nacional, devido à renúncia de Spínola em 30 de Setembro de 1974.

Antoine de Saint-Exupéry

O autor d'O Princepezinho desapareceu perto de Marselha há 65 anos, em 1944. Se não leram, façam-no. Deixa-nos melhores.

Franz Liszt

Franz Liszt foi provavelmente o maior pianista de sempre. Já anteriormente fiz essa referência. O seu virtuosismos era tal ao ponto de lhe terem feito réplicas das mãos, a partir de moldes obtidos após a sua morte há 123 anos, em 1886.

Milton Friedman

Há 97 anos, em 1912, filho de judeus ucranianos, nascia o que viria a ser conhecido como o percursor da escola de Chicago. Teve o Chile como laboratório no tempo do ditador Pinochet e foi ainda conselheiro dos presidentes norte-americanos Richard Nixon, Gerald Ford e Ronald Reagan.
Milton Friedman, prémio Nobel da Economia de 1976 e autor do livro Capitalismo e Liberdade, morreu há dois anos.

Chick Corea

Só para ver e ouvir sem mais comentários desnecessários.

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Kate Bush - 51 anos

Henry Moore

Conheci a obra do escultor das formas redondas e férteis em meados da década de oitenta nos jardins da Fundação Gulbenkian, pouco antes da sua morte, em 1986. Nasceu em Yorkshire há 111 anos, em 1898.

Henry Ford

Há 146 anos, em 1863, nascia Henry Ford, o pai do conceito de produção em série e do famoso Ford T, que revolucionou os transportes e toda a indústria do início do século XX.
Além de empresário foi um inventor de sucesso, com 161 patentes registadas. Era famoso por pagar bem aos seus empregados para que lhe pudessem comprar os carros. Em 1914 pagava cerca de 5 dólares por dia.

Chet Baker

Conhecido essencialmente por ser exímio executante de trompete, sabia também brindar-nos com excelentes interpretações de voz. Dez minutos de pura magia.

quarta-feira, 29 de julho de 2009

Convergência (1)


""Três grandes" da banca nacional lucram mais 37% no semestre" - in Jornal de Negócios
"BCP aumenta lucros semestrais em 45,5 por cento" - in
TSF Notícias
"Em Portugal, o Banco Santander Totta registou 278 milhões de euros de lucros no mesmo período, ou seja, mais 1,7 por cento do que no primeiro semestre de 2008." - in Público

Funcionários públicos austríacos, luxemburgueses e suecos são os que trabalham mais horas na UE


"A Áustria, Luxemburgo, Suécia e a maioria dos novos Estados-membros são os países onde os funcionários públicos trabalham mais (40 horas por semana). Na Alemanha, a média já baixa para as 39 horas por semana, enquanto em Espanha o estatuto da função pública estabelece um limite de 37,5 horas por semana. A seguir vem a Holanda e a Itália (36 horas por semana) e no fundo da tabela aparecem Portugal e a França (35 horas)." - in Público
(imagem tirada daqui)

Convergência

"Banca europeia cada vez menos restritiva na concessão de crédito" - in Público
"Banca vai apertar ainda mais no crédito a empresas e particulares no próximo trimestre" - in Público
Continuamos a convergir para a média europeia a toda a velocidade.

Ex-governantes em cargos empresariais

Como diria o meu miúdo, neste mandato o bastonário vai fartar-se de fazer amigos.

Vincent van Gogh

O maior pintor pós-impressionista, o holandês Vincent van Gogh, morreu em França há 119 anos, em 1890. Ficou famoso não só como pintor, mas também por ter cortado uma orelha num dos seus ataques de epilepsia, segundo uns, ou devido às alucinações que a xantopsia lhe provocava, segundo outros, ou ainda devido à esquizofrenia bipolar, de acordo com teorias mais recentes. Há ainda quem sustente que não foi ele quem cortou a orelha a si próprio, mas o seu amigo, também pintor, Paul Gauguin.

NASA

A agência espacial norte-americana foi fundada há 51 anos, em 1958, por ordem do presidente Dwight Eisenhower.

Robert Schumann

Há 153 anos, em 1856, morria na Alemanha o grande pianista e compositor do romantismo Robert Schumann.

Benito Mussolini

Há 126 anos, em 1883, nascia um italiano que, depois de fugir à tropa e não ter feito mais nada que ser um jornalista de segunda, tornou-se o Duce.
Foi aliado de Hitler, que o desprezava, e o seu maior feito foi invadir e ocupar a Etiópia. Acabou pendurado pelo pescoço em 1945.

Arco do Triunfo (França)

Para comemorar as suas vitórias, em 1806, Napoleão Bonaparte mandou construir o Arco do Triunfo. Acabou por ser inaugurado 30 anos depois, há 173 anos.

Charlie Parker

Mais um nome a dispensar apresentações.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Encontro Sócrates com Bloggers (2)

Para quem tiver curiosidade, pode ver aqui os vídeos da sessão.

A velha receita

Ao longo desta entrevista, umas vezes parecia estar a ouvir a Manuela Ferreira Leite, tal o carinho demonstrado pelo PEC. Outras parecia estar a ouvir o Louçã, já que, caso o PS venha a estar no Governo na próxima legislatura, ficámos a saber que as famílias com rendimentos iguais ou superiores a 5 mil euros mês vão passar a ser consideradas ricas.
Ou seja, os que já estão a ser esfolados vão ser ainda mais. É a velha receita: resolve-se tudo com mais impostos.

Estará bem traduzido?

Como não sei qual é língua que este senhor fala, não sei se a tradução para o inglês está correcta. Se for uma brincadeira como esta, tem graça. Se for a sério, nem sem o que dizer.

Hugo Chávez - 55 anos

"You are a donkey, mr. Bush (...) eres un borracho". Chávez ainda não consegue fazer discursos tão longos como o Fidel (seu record foi de 7 horas e 10 minutos, feito durante o 3º Congresso do Partido Comunista de 1986), mas anda a treinar. Para já são muito mais divertidos. Mas, mesmo assim, se hoje for dia do programa Aló Presidente, não queria ser venezuelano.

Empire State Building

Há 64 anos, em 1945, um avião chocou com o Empire State Building, em Nova Iorque, causando 28 mortos.

Primeira Guerra Mundial

Há 95 anos, em 1914, a Áustria-Hungria declara guerra à Sérvia por esta não ter cumprido os termos de um ultimato imposto pelos Habsburgo em resultado do assassinato do herdeiro do trono imperial, o Arquiduque Francisco Ferdinando, por um nacionalista sérvio, Gavrilo Princip. Tem início a Primeira Guerra Mundial, a mais mortífera de todas as que Humanidade tinha vivido até à época, com um total de 19 milhões de mortos.

Maximilien de Robespierre

As revoluções invariavelmente devoram os seu maiores actores. Foi o caso de Maximilien de Robespierre, figura de destaque da revolução francesa de 1789 e responsável por milhares de mortes, que acabou guilhotinado há 215 anos, em 1794.

Johann Sebastian Bach

Considerado o maior compositor do barroco, Johann Sebastian Bach morreu em Leipzig há 259 anos, em 1750.

Antonio Vivaldi

Com a alcunha de o padre vermelho, este genial compositor de 770 obras, morreu em Viena há 268 anos, em 1741.

Charles Mingus

O delicioso contrabaixo de Charles Mingus.

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Encontro Sócrates com Bloggers (1)

Afinal não houve conferência online. Tecnicamente foi uma grande barraca. No site de Sócrates há a indicação de em breve será disponibilizado o vídeo. Mas estas coisas para mim são como os jogos de futebol em diferido: não consigo resistir à tentação de carregar no botão de avançar, por isso não os vejo.

Encontro Sócrates com Bloggers

Só agora soube deste encontro que decorrerá a partir das 17.30 (16.30 hora dos Açores). Há lugar para 20 blogs colocarem questões. Tentei a inscrição mas já há 20 inscritos e 16 suplentes. Por isso, resta assistir. Podem fazê-lo aqui no blog, ou aqui, ou aqui.
Comentários no fim. Para já apenas um: Sócrates está a mostrar alguma coragem.

Reza Pahlavi

Há 29 anos, em 1980, morre no Cairo o último Xá do Irão, deposto pela revolução dos khomeinis em 1979.
Apesar de ter sido um ditador, o regime que lhe sucedeu é tão mau que o Mundo quase esqueceu este facto.

Watergate

Há 35 anos, em 1974, a Câmara de Representantes dos EUA inicia o processo, que viria a ser conhecido por Watergate, contra o presidente Nixon, acusado de falso testemunho e abuso de poder.
Levou à sua renúncia da presidência em 9 de Agosto de 1974, sendo substituído por Gerald Ford.

António de Oliveira Salazar

Há 39 anos, em 1970, Salazar morria finalmente em Lisboa, depois de ter governado o país ao longo de 36 longos e penosos anos, de 1932 a 1968. Chegou mesmo a ser Presidente da República interino em 1951.
Apesar de ter sido catedrático na Universidade de Coimbra, quase não viajou e foi um provinciano, no pior sentido da palavra, durante toda a sua vida.
O país interiorizou de tal forma os seus princípios das virtudes da pobreza que ainda hoje, em minha opinião, muito do que somos, pensamos, sentimos e fazemos de pior, a ele se deve.

Ordem 17

Há 64 anos, em 1945, era emitida a tristemente famosa Ordem 17 que na prática criava a República Popular da Alemanha e toda a zona de influência soviética da Europa de Leste, mergulhando-a numa época de trevas que só terminaria mais de 40 anos mais tarde.

Cecil Taylor Quintet

Porque o jazz não se faz só de clássicos.

domingo, 26 de julho de 2009

De facto, esperar para quê?

Sandra Bullock - 45 anos

Eva Perón (Evita)

A popular esposa do presidente Argentino general Juan Domingo Perón morreu há 57 anos, em 1952. A sua popularidade era tal que era disputada da direita à extrema esquerda e o seu corpo esteve exposto ao público até 1955, ano em que Péron foi deposto num dos muitos golpes de estado que a América Latina tem vivido.
Foi responsável pela introdução do voto feminino na Argentina e inspirou a famosa peça Evita com música de Andrew Lloyd Webber, o mesmo autor de Jesus Christ Superstar.

Mick Jagger - 66 anos

Stanley Kubrick

Há uns meses revi A Laranja Mecânica e pareceu-me tão bom como quando foi lançado nos anos 70.
Os filmes deste nova-iorquino nascido há 81 anos, em 1928, marcaram uma época e serão durante muito tempo obras de referência. São quase todos conhecidos, mas basta referir: Spartacus, 2001 Odisseia no espaço, Shining e Nascido para matar.

Aldous Huxley

O autor de O Admirável Mundo Novo nasceu há 115 anos, em 1894, em Inglaterra. Para quem estiver interessado na versão integral na língua original, pode encontrá-la aqui.

George Bernard Shaw

Há 153 anos, em 1853, nascia em Dublin o escritor George Bernard Shaw. Teórico importante do socialismo europeu da primeira metade do século XX, foi única pessoa a receber o prémio Nobel (1925) e um Óscar (1938).
Polémico ao longo de toda a sua vida com as suas teorias da selecção para se conseguir um super-homem, foi um defensor da União Soviética de Estaline.

Batalha Naval de Vila Franca

Esta batalha, ocorrida há 427 anos, em 1582, durante a crise da independência de 1580, precedeu o maior massacre praticado por um invasor de que há memória na região.
As forças luso-francesas foram derrotadas e D. António foi obrigado a refugiar-se Angra até 1583, período em que Portugal foi a ilha Terceira.
A nossa independência só seria restaurada 60 anos depois, em 1 de Dezembro de 1640, com a aclamação de D. João IV, dando-se início à 4ª Dinastia que só terminaria em 1910 com a implantação da República.
D. João IV está sepultado no Panteão dos Braganças, no Mosteiro de S. Vicente de Fora, em Lisboa. Vale a pena perder uma tarde numa visita.

Cassandra Wilson

Mais uma grande senhora.

sábado, 25 de julho de 2009

PECADOS CAPITAIS (25)


5. A GULA

5.1. A GULA EM SI

"Um casaco virado do avesso continua a ser um casaco; um demónio virado de pernas para o ar não se transforma em anjo. Assim, a gula é pecado dos mais na moda, embora pareça o contrário. Talvez a obsessão das dietas nunca tenha sido tão medonha como agora, o que está ligado à ideia de beleza, ao desejo e à descrença na vida eterna. Evitar comer não traduz anseio de ascese religiosa ou prática moral, a pensar nos povos de África que passam fome.
Ouve-se vezes sem conta o argumento da saúde; é aceitável que a temperança conduza à sanidade física. Mas o pecado persiste: uma, porque o Estado só convence os tolos com a conversa dos estilos de vida higiénicos, cinismo que encobre interesses económicos, típicos das sociedades que oferecem serviços hospitalares gratuitos; e outra – por certo a mais importante – porque a saúde, em si, não é um bem, e afirmá-lo é ditadura da pior. O discurso actual sobre a comida é uma odiosa escravidão ao corpo.
Uma pessoa come gorduras, bebe à farta, fuma o dia todo e é saudável. Outra tem doenças gravíssimas e come com regra, não bebe e não fuma. A primeira não é, necessariamente, boa; nem a segunda má. A saúde não depende da vontade livre. É uma graça.
Os regimes fascistas privilegiam o físico militar e desportista. Exaltam o corpo jovem, belo, robusto. O oposto deste modelo é desprezado, haja em vista o modo como tratamos os gordos, os feios, os doentes e os velhos. Este é mais um sinal do totalitarismo que tomou conta de nós.
Se tivessem razão, os jovens seriam santos e os velhos belzebus. E viveríamos neste mundo felizes para sempre.
Não terem razão não leva ao asco pelo corpo, que é parte integrante da pessoa e, como tal, digno de respeito.
" - Mário Cabral in Diário Insular

Kenny Barron Trio

A RTP2 tem passado à sexta-feira o excelente programa saxazul. Entre outros, hoje pude ouvir este trio na sua actuação no Angrajazz 2002. Depois de um dia típico de fim de semestre e véspera de outro soube muito bem.

Carlos Barreto Trio

Para quem quiser conhecer recomendo a audição do CD Suite da Terra.

Louise Brown

A britânica Louise Brown, que ficou na História por ter sido a primeira bebé proveta, nasceu há 31 anos.
(imagem tirada daqui)

Dia de Santiago

Há precisamente 870 anos, em 1139 no dia de Santiago, o nosso rei fundador, D. Afonso Henriques, travava no Alentejo a batalha de Ourique. A vitória foi tão retumbante que passou a designar-se por Rei de Portugal, apesar do reconhecimento pela Santa Sé, indispensável para quase tudo na época, só tenha acontecido 40 anos depois, em Maio de 1179.
Santiago, também conhecido por Matamouros, passou a ser padroeiro do exército português. A confusão que era nas batalhas com portugueses e castelhanos a gritar por Santiago, também padroeiro do exército, só acabou depois da batalha de Aljubarrota. Depois desta batalha o padroeiro do exército português passou a ser S. Jorge.
Figura lendária desta e de outras batalhas ao lado Afonso Henriques foi Lourenço Viegas, o Espadeiro, filho do aio Egas Moniz.
D. Afonso Henriques está sepultado na igreja de S. Cruz em Coimbra.

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Léo Delibes - Lakmé

A mesma Erika Miklosa interpreta aqui um dueto dum compositor menos conhecido. Muitos decerto identificarão a peça pois foi muito usada num anúncio há não muito tempo atrás.

Mozart - Die Zauberflöte - Königin der Nacht

As vozes femininas das obras de Mozart são belíssimas e de uma execução nem sempre fácil. Esta é uma das minhas árias preferidas. Aqui uma versão em palco com uma interpretação igualmente brilhante.

Chief Inspector Clouseau

Se houve actor que encarnou uma personagem ao ponto de o identificarmos com ela foi Peter Sellers, na famosa série The Pink Panther.
Deixou-nos há 19 anos.

Apollo 11

Depois de terem partido a 16 de Julho e de terem alunado quatro dias depois, regressam à terra os três astronautas da Apollo 11.
(imagem tirada daqui)

Machu Picchu

Há 98 anos, em 1911, o norte-americano Hiram Bingham descobria no Peru a famosa cidade inca de Machu Picchu. É considerada oficialmente como uma das sete maravilhas do Mundo.

24 Julho - a origem dos nomes

Todos conhecemos a Avª 24 Julho, ou pelo menos já ouvimos o nome. Como o tempo tende a apagar as memórias, poucos saberão o porquê do nome desta popular avenida de Lisboa.
Naquela data, há 176 anos em 1833, a tropas Liberais entravam em Lisboa comandadas por António José de Sousa Manuel Menezes Severim de Noronha, sétimo conde de Vila Flor e
duque da Terceira, após terem derrotado as tropas miguelistas na batalha da Cova da Piedade.
A estátua que está no Cais do Sodré é da autoria de Arnaldo Madureira e foi inaugurada em 1961.

Cannonball Adderley

Dispensa qualquer apresentação.

quinta-feira, 23 de julho de 2009

Carlos Paredes

Se procurar-mos um definição para o sentimento de se ser português, nele cabe Amália e, inevitavelmente, Carlos Paredes.
Tive também o privilégio de o conhecer e ser testemunha da sua humildade e cordialidade. Era quase como se não tivesse consciência do executante virtuoso e genial que era da guitarra portuguesa e da admiração que o país e o mundo tinham por si.
Vê-lo passar os dedos nas cordas, fazendo com que quase parecesse fácil, prendia-nos o olhar e todos os restantes sentidos. Era arrebatador e mágico.
Deixou-nos há cinco anos, mais pobres e com saudades.

Amália Rodrigues

Como dizia António Variações, todos nós temos Amália na voz. Tive o privilégio de ainda a ouvir em Angra, talvez há uns 20 anos.
Poucas pessoas se confundem com uma nação inteira como aconteceu com
Amália Rodrigues. O seu funeral foi impressionante e comovente. O país inteiro parou e chorou a sua perda.
A sua Certidão de Nascimento dizia que hoje faria 89 anos, apesar de ela gostar de festejar o seu aniversário a 1 de Julho. Comemoram-se este ano, em Outubro, 10 anos sobre a sua morte.

Monica Lewinsky - 36 anos

À época em que o caso com Bill Clinton se tornou público tinha 25 anos. Os americanos quase crucificaram um presidente que, em minha opinião, terá sido um dos melhores que tiveram no século XX. E tudo porque, na altura com 52 anos, não resistiu aos encantos de uma rapariga com menos de metade da sua idade.
Na Europa os eleitorados dão muito menos importância, e bem, às vidas privadas dos seus governantes. A prova disso é Silvio Berlusconi, primeiro-ministro italiano, que apesar dos constantes escândalos, muitos dos quais envolvendo saias e algumas muito novas, já conseguiu ser eleito por três vezes.

Chacina da Candelária

Lembram-se do episódio do sequestro do autocarro 174? Sandro Barbosa do Nascimento, tal como o miúdo da foto, era sobrevivente da Chacina da Candelária, ocorrida há precisamente 16 anos no Rio de Janeiro.

Cal Tjader

Um excelente executante para quem, como eu, aprecia o som deste instrumento maravilhoso que é o vibrafone.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

IVA com Recibo (4)


Toda a oposição de acordo com a proposta IVA com Recibo

"Todos os partidos da oposição ao Partido Socialista na Assembleia da República concordaram hoje com os princípios formulados pelo Movimento Cívico IVA com Recibo. O PS que detém a maioria não viabilizou esta medida que em muito ajudaria milhares e milhares de PME portuguesas, e considerou-a uma demagogia política.

Esta medida permitiria que as empresas pagassem ao Estado o valor do IVA apenas depois de receberem dos seus clientes e não antes como agora sucede. Aliviar-se-iam os problemas de tesouraria de milhares e milhares de empresas, algumas das quais já faliram ou estão em risco de falir também por dificuldades de crédito.

Todos os grupos parlamentares da oposição estão assim dispostos a trabalhar para uma alteração da lei existente. Apenas o PS, cujo governo tem maioria parlamentar, afirma através do seu deputado Vítor Baptista:, «Para além de o IVA não ser uma razão dos problema que as PME atravessam, é uma pura demagogia política», afirmou. Aquando do encontro em 21 de Maio com o Movimento, já o deputado do PS dissera que «as empresas deveriam procurar vender apenas para aquelas que pagam atempadamente»

Vítor Baptista afirmou ainda que esta medida «não cumpre com a directiva comunitária», o que não corresponde à verdade, uma vez que o Movimento Cívico IVA com Recibo entregou-lhe nessa mesma data, 21 de Maio, uma carta assinada pelo Comissário Europeu dos Assuntos Fiscais, Laszlo Kovacs, onde este afirma que o Governo Português pode decidir aplicar para as PMES o regime de caixa, sem pedir qualquer derrogação à União Europeia.

Também a todos os Grupos Parlamentares foi enviada essa mesma carta do Comissário Europeu aquando da Audiência do Movimento com Comissão de Orçamento e Finanças da Assembleia da República.

O PSD pela voz do deputado José Manuel Ribeiro, afirma que «O IVA com Recibo é uma medida de grande justiça para as PME, e não implica nenhuma diminuição das receitas do Estado, e apenas uma pequena dilação temporal dos pagamentos».

Também o CDS-PP, pela voz do deputado Hélder Amaral diz que o seu partido «se revê completamente na petição, pois para além de ser justa é uma questão de bom-senso.»

Nos partidos de esquerda o PCP através de Honório Novo afirma que «só a teimosia e falta de vontade do PS impede a alteração do actual regime. Não há nada que impeça esta alteração, nem mesmo as regras comunitárias». Adianta ainda Honório Novo que esta alteração poderia ser dada por etapas, iniciando-se o processo pela implementação do IVA com recibo «nas relações com a Administração pública e também para as microempresas. É possível fazer, falta vontade política»
Também o Bloco de Esquerda apoia o IVA com Recibo pela voz de Alda Macedo: «As PMES enfrentam actualmente um problema acrescido devido à sua difícil situação de liquidez. O BE apoia a petição e afirma que é uma alteração que não é posta em causa pela directiva europeia»

Sofia Santos, coordenadora do Movimento Cívico IVA com Recibo saúda «todos os partidos da oposição que estão de acordo com o IVA com recibo, existindo assim um reconhecimento da justeza desta medida. O discurso do deputado do PS, Vítor Baptista evidencia uma falta de argumentos técnicos para a negação desta petição, pois utilizou argumentos falsos e tecnicamente incorrectos, o que revela falta de conhecimento ou falta de respeito pelas PME.»

Sofia Santo vai mais além dizendo que «atendendo à posição que todos os grupos parlamentares da oposição tomaram na sessão de hoje em que concordam com o IVA com recibo, dá vontade de afirmar que no futuro, quem quiser ter o IVA com recibo não deve votar PS nas próximas eleições.

O Movimento Cívico IVA com Recibo vai manter-se activo durante os próximos meses, e até que esta petição origine um decreto-lei, e uma alteração efectiva do regime existente.
" - Nota de Imprensa do Movimento Cívico IVA com Recibo

IVA com Recibo (3)

A discussão agendada para hoje da Petição do Movimento Cívico Iva com Recibo decorreu com era expectável do lado do PS e, em parte, do lado da oposição.
Do que assisti posso fazer a seguinte síntese:
- o BE e a CDU (PCP+PEV),
ao contrário do que esperava, pronunciaram-se de forma sustentada e a favor da petição; Honório Novo (PCP) esteve bem, como é seu hábito, e relembrou algumas votações de que a maioria do país não se lembra (eu lembro-me); Heloísa Apolónia (PEV) também esteve bem na defesa da petição, rebatendo a argumentação do PS; Alda Macedo (BE) esteve pior que os anteriores na defesa da petição, enveredando um pouco por aquilo que é a linha do discurso oficial do BE, começando a fazer lembrar as famosas cassetes do PCP de outros tempos; principal defeito da actuação desta esquerda, em minha opinião: depois destes debates em período eleitoral deixam morrer o tema, pois os combates contra impostos nunca foram, nem são o seu forte, pois vão contra a sua própria natureza; veremos se estou enganado;
- a intervenção de José Manuel Ribeiro (PSD) mostrou pouca convicção; aliás se há partido que deveria ter sentimentos de culpa em matéria de impostos é o PSD; continuo sem estar convencido da conversão de Manuela Ferreira Leite, em particular, e do PSD, em geral, a valores do mercado, da livre iniciativa e de um Estado que não ponha o nariz em tudo; no governo não foram melhores do que o PS está a ser; veremos se no futuro mantêm a posição hoje defendida;
- Hélder Amaral (CDS) teve, em minha opinião, a melhor intervenção de todas; foi conciso e objectivo na defesa da petição e em desmontar a argumentação do PS; não obstante, mantenho a mesma reserva que referi para o PSD relativa à coerência desta posição no futuro;
- do PS não veio qualquer surpresa; ávido de impostos, como sempre, teve em Vítor Baptista um defensor do actual regime do IVA; sem brilhantismo e sem argumentos plausíveis, foi a imagem de um governo de cabeça perdida em matéria de finanças, que não abdica de se financiar junto das empresas nem abdica de gastar como gasta.
"A redução dos impostos não garante que esse dinheiro seja aplicado no apoio às empresas e na dinamização do país", estas
palavras de Sócrates revelam bem como se tem a si próprio como um grande líder, quase um querido líder. Só falta admitir que, para ele, só o Estado sabe o que é bom para o país. Às empresas e aos cidadãos cabe apenas o papel de criar riqueza e pagar.

LEDAP

Num post anterior dei conta do prémio ganho pela equipa do Prof. José Carlos Góis. No passado dia 18 de Julho tivemos a oportunidade de visitar o LEDAP - Laboratório de Energética e Detónica, Associação de Apoio, onde muito do trabalho de investigação é desenvolvido.
Mais uma vez deixo aqui os mais sinceros parabéns a este nosso professor pela excelência dos resultados do seu empenhamento neste projecto.
Agradeço também, em meu nome e em nome dos restantes mestrandos que ali se deslocaram, a hospitalidade com que fomos recebidos.

Burt Bacharach

Burt Bacharach e sua orquestra aqui a acompanhar Elvis Costello na interpretação de um clássico.

terça-feira, 21 de julho de 2009

IVA com Recibo (2)

Finalmente, e depois de ultrapassados todos os prazos legais, a Petição do Movimento Cívico Iva com Recibo vais ser discutida amanhã, dia 22, pelas 10.00h (hora de Lisboa) em plenário na Assembleia da República.
É uma boa oportunidade para todos os que tem enchido a boca com as micro e pequenas empresas, em todos os partidos, fazerem algo de objectivo para as ajudar.
Confesso que, a avaliar pelo comportamento que os partidos tiveram na Comissão de Orçamento e Finanças da Assembleia da República e que já anteriormente descrevi, a minha expectativa é a seguinte:
- BE e CDU (PCP+PEV) não se vão pronunciar, pois isto são assuntos dos patrões, logo não lhes dizem respeito;
- PS vai manifestar-se contra, pois não vai abdicar de se financiar junto das empresas;
- como as posições que já referi são suficientes para reprovar a petição, quer o PSD quer o CDS poderão aproveitar para se pronunciarem a favor e fazerem um brilharete em ano de eleições; por isso, há que ver como decorre a discussão em plenário e registar as posições destes dois partidos para verificar no futuro se, quando forem poder, isto é só garganta e não passa de mais um assunto para esquecer.

Cat Stevens/Yusuf Islam - 61 anos

Ernest Hemingway

Há 110 anos nascia o Prémio Nobel de 1955, Ernest Hemingway. A leitura do Adeus às Armas é um bom começo para conhecer o seu mundo literário.

Será do aquecimento global?

A 21 de Julho de 1983 era registada na Antárctida a temperatura negativa mais baixa de sempre: -89,2°C (graus Celcius).

Buddy Guy

Dispensa qualquer apresentação.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

domingo, 19 de julho de 2009

Dia laranja

Este é também um dia de memórias para o PSD.
Em 1934 nascia um dos seus líderes: Francisco Sá Carneiro.
Em 1991 Cavaco Silva, que completou 70 anos no passado dia 15, era re-eleito com maioria absoluta, dando início a um mandato desgastante e desatroso que abriria as portas do poder a Guterres (que do segundo, e também desastroso, mandato cumpriu apenas metade).
Em 2004 Durão Barroso é indicado para presidir à Comissão Europeia, o que veio a acontecer levando-o a abandonar o Governo em Novembro do mesmo ano.

Metropolitano de Paris

Em 1900 a eterna cidade de Paris inaugurava a sua rede de metropolitano. A história do que é um dos maiores metropolitanos do Mundo pode ser lida aqui, para quem se entender com francês.

Cesário Verde

No ano a seguir, em 1886, morre Cesário Verde, considerado uma das personalidades mais originais e mais renovadoras da poesia portuguesa do séc. XIX.
O único livro publicado é O Livro de Cesário Verde, organizado pelo seu amigo Silva Pinto. Publicado em 1887, em Lisboa, teve uma tiragem de apenas 200 exemplares, numerados e ilustrados com um retrato de Cesário executado por Columbano.

Aristides de Sousa Mendes

Nasceu em Cabanas de Viriato, há 124 anos, Aristides de Sousa Mendes que enquanto cônsul em Bordéus, França, concedeu vistos que permitiram salvar vidas ameaçadas pelo nazismo.
Passou, ao que parece, 30 000 vistos. Merece ficar na História e foi certamente muito melhor Homem, em minha opinião, que os dois que lhe ficaram à frente no concurso idiota da RTP1 "Os Grandes Portugueses". Se aqueles vistos tivessem servido para salvar apenas uma vida, para mim era já merecedor do nosso reconhecimento.
Está na net um museu virtual que vale a pena visitar.

Brian Simpson

Mais um brilhante pianista, aqui numa onda mais smooth.

PECADOS CAPITAIS (24)

4. A INVEJA

4.7. JÓNATAS E SAÚL

"Há uma página da nossa cultura que é paradigmática no concernente ao vício da inveja e seu antídoto. É a história do rei Saúl e de seu filho Jónatas, em relação à unção de David. Saúl não tolera ser preterido pelo jovem David e tudo intenta para conseguir a sua ruína.
Ao invés, Jónatas, o herdeiro natural do trono, logo reconhece em David o novo monarca de Israel. Confessa-lhe a sua admiração e a vontade de o ver à frente dos destinos da pátria.
Os pais costumam sacrificar-se pelos seus filhos, os treinadores entregam-se por completo aos seus atletas e habitualmente dizia-se que «Atrás de um grande homem está uma grande mulher». Pôr-se ao serviço é uma característica de quem ama e o amor é o sentimento primordial do ser humano.
Mas Jónatas não tinha nenhum laço de sangue com David, que era, de forma óbvia, o seu adversário. Quantos de nós se sacrificam pelos filhos dos outros? No caso dos treinadores, poderá ver-se uma projecção egoísta. Jónatas abdica e desaparece atrás da sombra de David. Mais tarde, São João Baptista fará o mesmo, face a Jesus Cristo.
A abdicação do Eu por outrem é um movimento de alma tão raro que, só por si, aponta para a virtude contrária à inveja. Ser capaz de reconhecer um dom noutra pessoa já é admirável; mas tudo fazer para que esta qualidade, reconhecida, se fortifique e cintile, é sublime. A pessoa que assim age revela uma lucidez racional que prova estar acima de si própria, no patamar do herói e do santo.
Portanto, pôr os outros a brilhar nunca é sinal nem de fraqueza nem de mediocridade. A pessoa que serve os outros pode muito bem ter, para além destas qualidades excepcionais da doação, outros dons específicos que se esforça por desenvolver.
" - Mário Cabral in Diário Insular